Sexta-feira, 21 de Março de 2008

UMA HISTÓRIA DE PÁSCOA

Sentado na beira da calçada, com um ovo de chocolate pequenino nas mãos, olhar sério, aquele menino pôs-se a imaginar. Havia muitas coisas que ele não entendia, por mais que tentasse. Durante a semana toda, na escola, na rua, em casa, em todos os lugares só se ouvia falar de Páscoa, coelhinho e ovos de chocolate. A professora até colocou Jesus no meio da história, mas só aumentou a sua confusão; ele não conseguia organizar o pensamento.
Jesus não é aquele que nasceu no Natal? Faz tão pouco tempo, e ele já morreu??!! Não, decididamente ele não entendia nada. Não sabia exactamente o que uma coisa tinha a ver com a outra. Afinal de contas, porquê comemorar, se Jesus morreu? Porquê os ovos de chocolate? E o coelho, o que ele faz nesta história? Complicado! Separava somente as coisas que entendia, e sabia o que era. Entendia que estava à espera de ganhar um ovo bem grande, daqueles que tinha visto na televisão, embrulhado num papel brilhante e com um laço de fita vermelha, que não veio, e ele sabia porquê: o dinheiro não deu. Ele sabia. Nem o seu pai e nem a sua mãe tinham prometido dar-lhe um ovo de Páscoa; e ele sabia, também, que o coelhinho não o trazia para ninguém.
Então, como é que ele poderia satisfazer a sua vontade de comer chocolate? Como ia passar o domingo de Páscoa sem comer um ovo? E a ideia veio assim, de repente! Porque não? Foi até ao primeiro semáforo daquela movimentada avenida e, quando o sinal ficava vermelho ele lançava-se entre os carros e ia pedindo: moço, dá-me um ovo de Páscoa? Isentos, poderia me dar um ovo de Páscoa? ‘ Moça, dá-me um ovo de chocolate? ‘ Assim, ia pedindo e ouvindo as mais esfarrapadas respostas, quando alguém respondia. Até que, enfim, parou um carro velho, todo manchado de ferrugem. Dentro, um homem com cara de bravo... Ele tomou coragem, foi até lá e arriscou o mesmo pedido: moço, eu quero um ovo de Páscoas qual não foi sua surpresa quando aquele homem pegou, no banco do passageiro, um embrulhinho e lho estendeu pelo vidro. ‘Obrigado saiu em disparada. De volta à sua calçada, ele olhou o ovinho e sorriu feliz.

Afinal, agora ele comemoraria a Páscoa.

 

publicado por ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ às 16:56
link do post | comentar | favorito
:
De Picarota a 21 de Março de 2008 às 21:23
Uma doce e Santa Páscoa para ti beijo meu.
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 21 de Março de 2008 às 21:45
obrigado querida,
para ti tb uma santa páscoa é o que te desejo...
beijinho doce e mágico...
De Felisberto Assunção a 21 de Março de 2008 às 22:50
Olà querida amiga, desejo-lhe uma felis pascoa na companhia daqueles que mais lhe são queridos.

Muitos beijinhos doces e bom fim de semana
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 21 de Março de 2008 às 23:18
Felisberto querido...
há quanto tempo? contente por te ver por cá...obrigado amigo, para ti tb uma optima Páscoa...
beijinho doce e mágico tem um bom fim de semana...
De maripossa a 22 de Março de 2008 às 18:02
querida amiga.
Grande esta lição de vida,da pessoa que menos esperava,teve a supressa mas a vida é mesmo isto.
Beijinho e FELIZ PÁSCOA
maripossa
De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 22 de Março de 2008 às 18:31
Pois é querida, a vida é mesmo assim, cheia de surpresas...uma bela lição de vida...
como belo é o dia de páscoa que te desejo...
beijinho doce e mágico...

Comentar post



*Estrelas a ver*

online

*Já passaram por aqui*

Contador acessso

*Hora Estrelar*

*Fada protectora do Blog*

D.M Graphics

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28



links

posts recentes

Não é um conto de fadas

Além da Terra, além do Cé...

Porque chora uma mulher?!

*Andei Léguas de Sombra *

*Happy new year*

*Natal*

*Parabens minha jóia*

*Fernando Pessoa*

*Sejamos*

*Choro de uma mulher*

arquivos