Sábado, 11 de Novembro de 2006

Olhos Negros

 

E a música adentra casa e alma,

ondulante, carregada pelo vento;

nela balanço, qual rede que acalma,

coração que adormece a ela atento.

 

Lembranças de ter sido tão esperada,

mimada, aninhada e protegida;

vontade e sede de saber-me amada.

Liberta, saio no encalço da vida.

 

Flutuo, retorno para dentro de mim

Mais uma vez celebro e brindo

à esperança renascendo enfim:

no espelho, um coração sorrindo...

 

Passo então para o outro lado,

e de lá, a me fitar, buscando,

seu coração pelos olhos grita, calado:

Deus meu, estou amando!

 

Faz-se afinal noite do outro lado.

Ofereço, então, em meu negro olhar,

a resposta à pergunta que, cismado,

insiste desde sempre em ocultar...

 

Não busquei, não sonhei,

nem esqueci o tempo a passar.

Apenas o vejo onde o guardei:

brilho de luz em meu negro olhar...

 

 

tags:
publicado por ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ às 00:00
link do post | comentar | favorito


*Estrelas a ver*

online

*Já passaram por aqui*

Contador acessso

*Hora Estrelar*

*Fada protectora do Blog*

D.M Graphics

Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28



links

posts recentes

Não é um conto de fadas

Além da Terra, além do Cé...

Porque chora uma mulher?!

*Andei Léguas de Sombra *

*Happy new year*

*Natal*

*Parabens minha jóia*

*Fernando Pessoa*

*Sejamos*

*Choro de uma mulher*

arquivos